"Saray" é uma instalação multimídia sobre o processo de memória, os códigos de memória e memória genética. Relaciona-se com os nossos antepassados e como podemos sentir-nos  nostálgicos sobre um lugar ou um momento que nunca vivemos ou fomos. Eu desenvolvi este trabalho a partir de uma viagem de investigação a Sarajevo, onde minha avó e bisavó nasceram, e vinculando meu próprio passado com a forma como o nosso cérebro de armazenamento de longo prazo e memória de curto prazo.

A exposição da obra "Saray" consiste não só em 7 TVs, mas também em uma instalação sonora de sons de sarajevo e pedaços de conversas entre minha mãe e bosno-croatas de Sarajevo. 

Na instalação também há cartas de minha vó e as fotografias que foram costuradas. 

 

'saray',

instalação multimídia

 2010

16mm Gallery Soho, London

 The Accidental Festival

The Roundhouse , London