Em ‘Rastreando’, projeto imagens do passado do Brasil em uma lousa preta e risco com giz os rastros que muitas vezes são esquecidos, criando assim uma imagem efêmera da minha interpretação do passado no ‘agora’. Esse trabalho transmite temas políticos de forma que, na passagem do fascínio estético para a reflexão, o observador é desafiado a olhar o passado sobrepondo seus acontecimentos.  A forma que essa AÇÃO se dá, com o rasurar e apagar a frente do observador, além de encenar apenas o conteúdo, torna-se uma metáfora da instabilidade da memória histórica, da evasão e do esquecimento, por ser efêmera e por ser apagada depois, só restando a foto do desenho final. Por isso também o aspecto de se projetar num quadro negro e se ‘destacar’ e revelar algumas partes, pintando-as de branco.

'rastreando',

ação multimídia

17 minutos, 2016

Mostra Verbo de Performance,

Galeria Vermelho

Galeria Airez

Agência AQKA

DAHAUS'

Nova Arte Política', FLC

Galeria a Céu Aberto

Arte 5 Londrina

Instituto Tomie Ohtake,  MOLA

Red Bull Station

Arts, Letters & Numbers, NY

 

Traços de uma colonização - que influencia o presente.

O cenário político atual e a subjetividade da memória - agora, olhando para trás, vejo coisas de uma forma diferente?

‘Rastreando’ é uma obra multimídia que trata da memória como um lampejo para o reconhecimento do agora.

'rastreando',

multimedia action

22 minutes, 2016

FULL HD documentation